set
21

Buenos Aires é apaixonante como um bom tango. Arquitetura belíssima, ruas limpas, gente educada, com opções de vinhos absurdamente gostosos e… baratos, a cidade oferece cafés aconchegantes e deliciosos para quem quer traçar uma medialuna (outra especialidade portenha) e se aquecer do frio a qualquer hora. O tradicional Café Tortoni é o nosso Lamas, salvas as devidas identidades, e funciona até às 3h com shows de tango, cardápio suculento e a simpatia do garçom Alejandro Benitez, um paraguaio há muito radicado na Argentina, com pinta de funcionário das antigas e autonomia até para nos presentear com um par de pratinhos (compramos as canecas) da casa. Alejandro é a cara do Tortoni, como o Lacerda é a cara do Hipódromo da Gávea ou o meu amado Hugo, do Via Farani, em Botafogo. Há tanto o que contar que nem sei por onde começar. Bem, talvez um bom início seja compartilhar com você um e-mail que mandei para o amigo Marcelo Pacheco no meio da viagem. Divirta-se aqui como eu me diverti em Buenos Aires:

mafalda-e-monica
de   Monica Ramalho
para   Marcelo Pacheco
data   17 de setembro de 2009 23:47
assunto   Buenos Aires

Amigão,

Fizemos tudo o que você nos indicou sobre os dinheiros e está dando super certo. E por falar em trocados, agora somos especialistas em la plata. Sabemos até reconhecer as notas falsas, que circulam em larga escala por aqui.
Uma semana basta para que eu me sinta local em (quase) qualquer lugar – e também para que morra de saudades da minha cachorrinha, do meu futon, da minha cidade mais maravilhosa na lembrança do que na vida real.
Ontem e hoje estive em dois museus muito bacanas: o Malba – com o nosso Abaporu mais pinturas espetaculares dos nossos Portinari e Di Cavalcanti e também uma Frida, um Diego e, ainda, artistas argentinos e “vizinhos” magníficos, entre eles Antonio Berni e Rafael Barradas – e o Museo Nacional de Belas Artes, onde, confesso, me emocionei. Não é todo dia que a gente vê originais de Paul Klee, Modigliani, Pollock, Gauguin, Rodin, Van Gogh, Rembrandt… Fiquei meio desnorteada e, findas as 24 salas do primeiro andar, fui me sentar na escadaria para esperar a Val e me recuperar. Chorei rs.
Buenos Aires é uma delícia, o frio está de lascar e o couro é bom, mas as botas me interessaram mais. Comprei uma e um tênis da Patagônia super estiloso. A feirinha de San Telmo ficou ainda mais charmosa com a estátua da Mafalda (fico indignada quando penso no Drummond e seus óculos constantemente arrancados. Se fosse carioca, a personagem do Quino sumiria em menos de duas semanas e, no lugar, talvez nem o banco ficasse para contar história).
As pracinhas daqui são lindas, mas bate um vento filho da mãe rs. Parece que o rosto está sendo fatiado como um bife de chorizo rs. A favorita é, disparado, a Plaza del Mayo, política, elegante e carregada de simbolismos. Aliás, toda a cidade parece ter sido muito bem planejada – diferente da loucura urbanística do Rio de Janeiro rs. Impossível não comer medialunas e não beber vinho! Impossível fingir que não vê um café cinematográfico em cada esquina. No sábado vou ter que fazer jejum para me desintoxicar e voltar à dieta rs rs rs. Tenho comido salada e iogurte a maior parte do tempo, mas sem chance de fazer exercício com tantos lugares para conhecer. Amanhã é meu último dia aqui e ainda não encontrei seu presente. Na verdade, comprei uma caixona amarela de Havanna, os tradicionais, e uns marcadores de livro super originais de uma artesã. São fios de cobre trançados e o desenho é de uma flor. Comprei o azul pensando em você, mas… É uma florzinha, né? rs
A Recoleta é o Leblon, a Calle Florida é Madureira, San Telmo é Santa Teresa, o Caminito é a Lapa e o hostel de onde lhe escrevo agora é um dos muitos endereços de Buenos Aires com vocação para set de filmagem!

Um beijo ao som do Tanghetto (www.myspace.com/tanghetto) e até a volta!
Monica

* Foto de Val Becker *

Você pode deixar uma mensagem, ou um trackback do seu próprio site.

12 respostas to “Buenos Aires por Monica Ramalho”

 
  1. Marcelo Pacheco disse:

    a cidade é mesmo uma supresa boa.
    e dá vontade de voltar…
    a Mafalda eu já conhecia mas você saiu muito bem na foto

  2. Mariana Laura disse:

    Que bacanaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!! Moni em Buenos Aires. Devo dar um pulo em dezembro pra matar as saudades porteña. Que bom que tem gostado. Baires é lindo de verdade. beijo enorme,

  3. monica disse:

    pacheco: pois saiba que deixei de conhecer alguns lugares justamente para ter motivos para voltar em 2010! vamos juntos? beijões!

    mari: amei aquele lugar! e lembrei muito de você por causa do idioma. descobri que até entendo o que eles dizem, mas a dificuldade maior vem na hora de escolher o prato no restaurante rs. aliás, que restaurantes! fiquei fissurada pelo happening, em puerto madero. se der, almoça ou janta lá em dezembro. beijinhos!

  4. Clara disse:

    Amei. Lindo. Acho que eu podia contar coisas muito semelhantes. Mas eu nãoacredito que você não contou que a gente se encontrou! Isso foi o acaso mais bacana e surreal da minha viagem.
    Super importante, eu adorei ver vocês. A Alice vai poder dizer que tomou um chopp com as tias num café de esquina em San Telmo. Chique pra cacete 🙂
    beijo enorme.
    o próximo encontro está marcado em paris

  5. monica disse:

    hahahaha vou contar do nosso encontro em plena san telmo com foto num próximo post : ))
    beijões pra família e até paris! hahaha
    brincadeira, vamos em breve pra sampa ver as expos do matisse, bresson e leminski. avisarei!

  6. Mariana disse:

    Monica que bacana… fico feliz em saber que vc curtiu BUE! Besos,
    Mariana Kbritto

  7. Vc e Mafalda estão muito bem na foto!

    🙂
    beijoos

  8. Val disse:

    Sacar una hermosa película quando as personagens são Monica e Mafalda no cenário Buenos Aires é fácil até pra leigas como eu! 🙂

    Tudo de muito bom…

    E, Clara, encontrar vocês foi inusitadamente maravilhoso!!!

    Beijos a todos e obrigada pelas boas energias (e dicas) que fizeram a nossa viagem ainda mais gostosa.

  9. Gabriella Villaça disse:

    Mafalda monica, coisa mais linda.

    É realmente triste imaginar que se ela estivesse aqui no rio logo sumiria.

    No mais voce engorma minhas vontades de despencar pra lá.

    beijos com saudade, de quem consegue te ligar justamente quando você esta chegando de viagem morta de cansaço.rs

  10. Fernanda disse:

    Amiga, vc está com uma cara ótima na foto! Que bom saber que curtiu a viagem. Eu to chegando por aí no dia 7 de outubro, e vou querer ver vc desfilar de bota aí nesse calor :P. Bjo grande!

  11. Mari Leal disse:

    Olá Mônica, achei seu blog procurando coisinhas da Mafalda em Buenos Aires, estou indo viajar e como sou muitooooooooooooooooo fã da pequenina não posso deixar de visitar este lugar.
    De antemão digo logo que adorei seu blog, todo bonitão, dei uma corridinha nele, mas o verei com mais calma.

    A foto ficou ótima!

    Um abraço.

    Mari Leal

  12. monica disse:

    mari kbritto: curti apenas não! já tenho dinheiro para voltar no meio de 2010 rs. é sério rs rs rs. beijo procê!

    claudinha: acha mesmo, garota? é o nosso charme ; )

    val: beijos!

    gabi: você também vai amar baires! pois é. eu estava quebrada. beijos e até breve!

    ferni: em outubro o tempo esquenta, mas eu posso dar conta do seu pedido. basta ameaçar chover um diazinho só rs. e que maravilha ver você outra vez, carioca mais gringa destas plagas. abração!

    mari leal: posso te lotar de dicas sobre a cidade. estou caindo de amores pela capital argentina. vamos nos falar? beijos! e apareça sempre por aqui : ))

 

Deixe seu comentário

Monica Ramalho

Monica Ramalho

Como me achar

(21) 99163.0840
moniramalho@gmail.com

Arquivo

Caixinha de Música