jun
14

Entre agosto e outubro próximos, o premiado Quarteto Radamés Gnattali vai apresentar uma nova série de concertos didáticos em escolas da rede pública de 15 cidades brasileiras, localizadas nos estados do Ceará, do Mato Grosso do Sul e de  Tocantins (*). Em virtude do sucesso da primeira edição, em 2009, o projeto ganha um site com maior oferta de conteúdo, que pode ser acessado no endereço virtual <www.obrasildetuhu.com.br> e ganha também um nome mais identificado com a proposta de circular pelo país: O Brasil de Tuhu – Concertos Didáticos. O lançamento de ambos será em 18 de junho, às 14h, no Museu Villa-Lobos (Rua Sorocaba, 200, em Botafogo, Rio de Janeiro) com um concerto gratuito aberto ao público em geral.


Os músicos se basearam no antológico ‘Guia Prático’ (1932), de Heitor Villa-Lobos, para selecionar e adaptar o repertório que será mostrado aos jovens dos ensinos fundamental e médio, com a intenção de estimular seu interesse e percepção musicais. Carlos Boltes assina os arranjos, sob a coordenação pedagógica e direção musical de Carla Rincón, primeira violinista do Quarteto Radamés Gnattali, à frente das apresentações nos estados. O patrocínio é do Instituto Votorantim e da Votorantim Cimentos, com planejamento e produção executiva da Baluarte Agência e assessoria de imprensa minha.

Popularizar a música erudita é um principais dos lemas do quarteto. “Esse ano, a nossa mensagem será um pouco mais voltada para a música do que para a história. Vamos continuar usando o Guia Prático, mas queremos mostrar aos alunos o que é uma partitura, quais são as notas musicais”, exemplifica Carla Rincón, nascida em Caracas e formada pelo renomado sistema de orquestras infantis e juvenis da Venezuela. “Interagimos com a platéia durante os concertos e não há nada melhor do que ver a resposta imediata do que acabamos de tocar. Eles perguntam e nós respondemos, o que só nos aproxima”, ensina.

“É emocionante ver como a garotada aprende rápido as noções de melodia e ritmo que passamos, através de cirandas, cantigas de roda e temas folclóricos pesquisados por Villa-Lobos”, diz o violista Fernando Thebaldi. Carla e Fernando não vêem a hora de compartilhar as alegrias dos concertos didáticos com os os dois novos integrantes do conjunto: o violinista chileno Francisco Roa e o violoncelista gaúcho Hugo Pilger. Francisco foi convidado no final do ano passado, depois de substituir a Carla em alguns concertos. “Todos os projetos do quarteto são muito empolgantes”, comenta. Hugo Pilger, um dos músicos eruditos que mais gravam com artistas populares, está animado. “Foi uma proposta irrecusável porque o quarteto têm como norte a música brasileira”, admite. A dupla ingressou no grupo num ótimo momento.

Vitória para a música brasileira de concerto
O Quarteto Radamés Gnattali venceu recentemente o XIII Prêmio Carlos Gomes, na categoria ‘Conjunto de Câmara de Música Erudita’, pela execução da integral dos quartetos de cordas de Villa-Lobos e pelo projeto Concertos Didáticos. Para Fernando Thebaldi, levar esse troféu para casa foi “uma grande vitória para a música brasileira de concerto e uma enorme motivação para que continuemos explorando esse fantástico acervo, com extensões para a música latinoamericana de câmara também”. Mas o maior prêmio do conjunto é fazer a sua parte no que diz respeito à aprovação da Lei 1.1769, de 2008, que torna obrigatório o estudo de música nas escolas.

“Vamos continuar avaliando os resultados dos concertos através de questionários e esperamos que as respostas desse ano sejam ainda melhores. Em 2009, quase 4 mil alunos participaram dos concertos. Cerca de 70% deles nunca haviam assistido a uma apresentação de música clássica e mais de 90% aprovaram o conteúdo apresentado”, calcula Fabiana Costa, diretora da Baluarte Agência e coordenadora do projeto. “Estamos bastante entusiasmados para continuar rodando o país com O Brasil de Tuhu – Concertos Didáticos. Esperamos levar a música de Villa-Lobos para muito mais jovens nos próximos anos”.

(*) Em 2010, o projeto será realizado no CEARÁ (Horizonte, Maracanaú, Sobral, Itapipoca e Fortaleza), no MATO GROSSO DO SUL (Corumbá, Campo Grande, Ladário, Bonito e Aquidauana) e em TOCANTINS (Palmas, Xambioá, Paraíso, Gurupi e Araguaína)

Você pode deixar uma mensagem, ou um trackback do seu próprio site.

Deixe seu comentário

Monica Ramalho

Monica Ramalho

Como me achar

(21) 99163.0840
moniramalho@gmail.com

Arquivo

Caixinha de Música