mar
10

ana laranjaO show “Pelos Caminhos do Som”, no qual Ana Costa faz um recorte vibrante da obra lusófona de Martinho da Vila, vai virar DVD. E não um DVD qualquer, mas o primeiro da carreira da cantora e compositora, que atinge a maioridade esse ano, somando 21 anos. O palco escolhido para receber essa festa, que terá participação especial de Marcelinho Moreira, Dirceu Leite, Agrião, Alceu Maia e Meninas da Serrinha – entre outras surpresas -, foi o do Imperator, no Méier. Será na noite de 12 de março, a partir das 21h, com ingressos de R$ 25 a R$ 60.

A proposta de reunir esse repertório é chamar a atenção para a importância da criação de Martinho, sambista consagrado, pesquisador incansável dos variados ritmos brasileiros e considerado o embaixador da música brasileira dos países de língua portuguesa. Foi ele quem propôs o chamado “traço de união” entre as nações de língua portuguesa, misturando sambas que estão no imaginário de todo nós com canções que foram menos divulgadas.

Ana fala (e canta!) com propriedade o repertório de Martinho da Vila, tamanha é a identificação que desenvolveu com a sua obra e também pela intimidade e carinho que nutre pelo universo do mestre.

“Esse show, que agora vira DVD, foi pensado à partir do álbum ‘Lusofonia’, lançado em 2000, no qual Martinho exalta a música e a cultura dos países lusófonos, mas também exalta as belezas do nosso país. São composições de Angola, Moçambique, Portugal e Timor Leste que o Martinho releu e criou versões. É fato que vemos alguma semelhança entre as músicas deles e a nossa e o show é resultado desse flerte do Martinho. Desde os anos 80, ele viaja todos os anos para esses e outros países de língua portuguesa a fim de garimpar as suas preciosidades sonoras”, diz Ana Costa.

No roteiro, “Fazendo as malas” (de Martinho e Rildo Hora), “Samba dos ancestrais” (dele com a saudosa Rosinha de Valença), a recente “Filosofia de vida” (feita a seis mãos com Marcelinho Moreira e Fred Camacho), as famosas “Odilé odilá” (parceria dele com João Bosco, que Ana Costa regravou no Sambabook do Martinho), “Traço de união” (mais uma da dupla Martinho/ João Bosco), “Canta canta, minha gente” e “Madalena do Jucú”, uma versão dele para uma cantiga de domínio público. Esta última foi registrada no clássico “O canto das lavadeiras”, de 1989, um disco inspirado no folclore brasileiro. A faixa que nomeia o projeto, “Pelos caminhos do som”, também saiu desse elepê antológico.

A cantora estará acompanhada por Julio Florindo (contrabaixo e direção musical), Maurício Massunaga (no violão, na guitarra e no bandolim), Alessandro Cardozo (no cavaquinho), Daniel Félix (na percussão), André Manhãs (na bateria), Antonio Guerra (no teclado)e Verônica Bonfim e Jussara Lourenço (nos vocais). A direção do show fica por conta de Analimar Ventapane, filha de Martinho da Vila, a direção artística e a concepção musical são de Bianca Calcagni e Ana Costa. O DVD “Pelos Caminhos do Som” é uma coprodução do Canal Brasil.


ANA COSTA GRAVA O DVD “PELOS CAMINHOS DO SOM”

QUANDO: dia 12 de março (quinta-feira), às 21h

ONDE: Imperator – Centro Cultural João Nogueira – Rua Dias da Cruz, 170, no Méier. Informações pelo 2597.3897, das 9h às 12h e das 13h às 18h

QUANTO: Plateia sentada: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada) | Pista R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)

ETCÉTERA: A bilheteria funciona nas terças e quartas, das 13h às 20h; nas quintas e sextas, das 13h às 21h30; aos sábados, das 10h às 21h30; e aos domingos, das 10h às 19h30. A censura é de 16 anos

Você pode deixar uma mensagem, ou um trackback do seu próprio site.

Deixe seu comentário

Monica Ramalho

Monica Ramalho

Como me achar

(21) 99163.0840
moniramalho@gmail.com

Arquivo

Caixinha de Música